“Índios no Nordeste” na Tv: entrevista com Babi Fonteles

Tags

, , , , , , ,

Car@s Amigos,
A Tv O Povo exibirá neste sábado, 05.06, às 19h00, e na próxima 4a. feira, 09.06, às 22h00, a longa entrevista que concedi ao programa Radar Nordeste, esclarecendo algumas questões atuais acerca dos povos indígenas no Ceará e no Nordeste.
Temas como identidade e cultura, desenvolvimento econômico do estado, demarcação de terras e políticas públicas para os povos indígenas fazem parte da entrevista.
O programa será exibido na tv aberta no canal 48.
Para que os que têm acesso a tv por assinatura, a Tv Show exibe o programa no canal 11. A Net, no canal 23.
E para quem tem acesso apenas via Internet, o link para a Tv O Povo on line é: http://www3.opovo.com.br/transmissao-TV/index.html
Bom fim de semana a tod@s.
Babi Fonteles

Territorialidade da etnia Pitaguary

Tags

, , , , , , , , , ,

Está disponível na página Biblioteca Virtual, mais um trabalho em PDF.

A dissertação, enviada por Lúcio Keury Almeida Galdino, com título: Os caminhos da territorialidade da etnia Pitaguary: o caso da aldeia de Monguba no município de Pacatuba no Ceará, fez um estudo analítico dos elementos Territoriais, de Identidade e Culturais da Terra Indígena Pitaguary da Aldeia de Monguba, situada no município de Pacatuba, ao sul da capital cearense.

Para ler o trabalho na íntegra, vá para a página “Biblioteca Virtual” (https://muvic.wordpress.com/biblioteca-virtual/) e clique no link com o título do trabalho.

Atualização da Biblioteca Virtual

Tags

, , , , , , , , , ,

Está disponível na página Biblioteca Virtual, dois trabalhos enviados pela Dra.  Edileusa Santiago do Nascimento. São eles: a sua dissertação de mestrado pela UFMG em 2001, com o título: Memória coletiva e identidade étnica dos Tremembé de Almofala: Os índios da terra da Santa de Ouro; e sua tese de doutorado pela PUC-SP em 2009, com o título:  Identidade e memória de habitantes de Fortaleza-CE originários da comunidade Tremembé de Almofala-CE: ramas de raízes indígenas em trânsito na cidade.

O primeiro trabalho, a dissertação de mestrado, apresenta um estudo sobre os índios Tremembé de Almofala (Itarema-CE), com o objetivo de compreender, através de suas narrativas, como os Tremembé realizam o trabalho da memória coletiva sobre a igreja local e elaborando sua identidade como grupo específico e como etnia […]. (Edileusa Santiago do Nascimento)

A tese de doutorado “[…]é sobre o processo de metamorfoses das identidades dos tremembés de Almofala (Itarema-CE) que vivem em Fortaleza num contexto de invisibilização e não reconhecimento dos indígenas nas áreas urbanas. O objetivo é apreendermos, através de suas narrativas, como os vários grupos familiares estão elaborando suas identidades indígenas em articulação com o trabalho da memória coletiva da terra de origem e lugar de destino para trabalho, considerando os intercâmbios com os parentes, suas posições sobre a luta pela demarcação das terras e indianidade na terra de origem, bem como as dificuldades e as possibilidades de uma indianidade cidadã em contexto urbano.” (Edileusa Santiago do Nascimento)

Para ler os trabalhos na íntegra, vá para a página “Biblioteca Virtual” (https://muvic.wordpress.com/biblioteca-virtual/) e clique no link com o título do trabalho.

 

Apresentação

Este blog – ensaio de um portal – é uma produção de alunos e professores do curso de Comunicação Social da Universidade de Fortaleza (UNIFOR) e está vinculado ao Projeto de Pesquisa “Comunicação, Educação e Diversidade: ferramentas conceituais para o estudo e o trabalho com a Cultura”, do Laboratório de Educação, Comunicação e Sociabilidades (LABECOS).

E-mail para contatos: museudoindiocearense@gmail.com.